29/01/2013

Resenha: Cinquenta tons de cinza



Título Original: Fifty Shades Of Grey
Autora: E.L. James
Editora: Intrinseca
Páginas: 455
Ano: 2012

Quando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja – mas em seus próprios termos.

Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso – os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família -, Grey é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. Quando eles embarcam num apaixonado e sensual caso de amor, Ana não só descobre mais sobre os seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta manter escondido.”
 


Olá, hoje vou falar sobre 50 tons de cinza. Foi o primeiro livro de 2013 que eu li e vou dar a minha opinião.

Não é novidade para ninguém que Fifty Shades Of Grey era uma fanfic de Crepúsculo e ao meu ver, tudo bem, mas teve algo que me incomodou profundamente: Anastásia Steele.
Aí vocês me perguntam, nossa por que ela te incomodou?

1º - Ela era uma cópia mal feita – ou bem feita, como preferirem – da Isabella Swan de Twilight.
2º - Deus, ela era muito ingênua pra quem já estava terminando a faculdade!
3º - O que diabos era “Deusa interior?”

O livro começa mostrando que ela tem sérios problemas com seu cabelo e na forma de se vestir. Anastásia mora com sua amiga Katherine Kavanagh que seria a pessoa que iria entrevistar o senhor Christian Grey, mas por uma falta de sorte ela estava resfriada e sua amiga foi em seu lugar.
Anastásia tem um carro velho que logo mais pra frente Christian fica louco da vida por ela dirigir aquilo, acho meio idêntico à Isabella Swan, vocês não acham?
Quando Anastasia chega na Grey Enterprises fica impressionada com o tamanho e plenitude do lugar e também observa que todas as assistentes de Christian são loiras, por que será né?
- Isso vocês descobrem mais pra frente, não vou falar disso nesta resenha – Anastásia não tem estilo, é desastrada, não tem aspecto nenhum de beleza! Até na própria entrevista fica toda atrapalhada na frente de Grey. A narrativa chega a ser cansativa, é mal escrito na minha opinião. 

“- Você soa como um maníaco por controle – As palavras saíram de minha boca antes que eu pudesse detê-las.

- Oh, eu exerço controle em todas as coisas, Senhorita Steele – ele disse sem nenhum rastro de humor em seu sorriso.”
 



Christian Grey é um homem jovem e mesmo sendo bem jovem conseguiu se destacar no mundo dos negócios e alcançar uma fortuna incontável. Ele é dono de várias empresas em vários setores e uma causa que ele luta é com a fome das pessoas. Ele é um homem obsessivo e controlador, chega a ser irritante muitas vezes. Mas no que ele mais adora ser controlador é no sexo e é aí que há um impacto quando conhece Anastásia.
Surgem algumas situações onde os dois ficam próximos e cada vez mais próximos, Anastásia não sabe de nada do seu estilo de vida e por isso quando descobre fica desnorteada sem saber o que fazer e como reagir.
Ana quer ser amada como qualquer uma quer, mas Christian não sabe como lhe dar isso, por mais que ele sinta algo por ela. Ao passar do tempo eles se envolvem profundamente ao ponto de Christian não querer deixá-la longe dele.
 


“- Por que você usou uma braçadeira?

Ele sorri para mim.

- É rápido, é fácil e é algo diferente para você sentir a experiência. Eu sei que elas são bastante brutais, como dispositivo de contenção. – ele sorri ligeiramente para mim. – Muito eficaz para mantê-la em seu lugar.

Eu ruborizo e olho nervosamente para Taylor, que permanece impassível, com os olhos na estrada. O que eu deveria dizer sobre isso?

Christian encolhe os ombros inocentemente. – Tudo parte de meu mundo, Anastasia.”



A história vai se desenvolvendo num romance que eu achei bacana. Ana consegue em pouco tempo o que o psicólogo de Grey não conseguira em anos de tratamento.
Alguns aspectos me deixaram entediada como toda santa hora ela corar, morder o lábio, falar sobre os olhos cinzentos, suas complicações com sua deusa interior, as expressões de Christian, coisas que ficaram repetitivas, entende?
Mas também teve outras coisas que eu gostei, como os e-mails que eles trocavam, a confusão pelo contrato que Christian queria que ela assinasse, ela tentando entrar em seu mundo para agradá-lo mesmo sem saber até que ponto ele poderia chegar e se ele a machucaria ou não. 

No entanto eu gostei do livro, mas eu li no ebook porque de fato não é um livro que quero ter em casa. Foi boa a história, mas poderia ter sido melhor e até agora não entendo por que houve aquele reboliço todo da imprensa chegando a ser top no The New York Times.

Nas próximas semanas eu irei fazer a resenha do próximos livro: 50 tons mais escuros.
 


“- Isto chocará você, Anastásia. Pronta?

Eu movimento a cabeça, alargo os olhos, ainda com o sorriso estúpido em meu rosto.

- Todas eram submissas em treinamento, quando eu estava treinando. Existem lugares ao redor de Seattle que se pode ir e praticar. Aprender a fazer o que eu faço – ele diz.

O que?

- Oh. – eu pisco para ele.

- Sim, eu paguei por sexo Anastásia.

- Isto não é algo para orgulhar-se – eu murmuro altivamente – E você está certo... que eu estou profundamente chocada e zangada que eu não posso chocá-lo.

- Você vestiu minha roupa íntima.

- Isso chocou você?

- Sim. – Minha deusa interior saltou com uma vara acima de uma barra de 4 metros e meio.

- Você não vestiu sua calcinha para encontrar meus pais.

- Isso chocou você?

- Sim.

Jesus, a barra moveu para 4 metros e 80.”



Ok pessoal, teve diálogos que eu não conseguia parar de rir com a infantilidade da Anastásia Steele.

Até o próximo!

6 comentários:

  1. Olha, só! Quem diria!!! Me pedindo diga e lendo livro de sadomasoquismo, quem te viu quem te vê hein dona Olívia!!!! kkkkkkkkk

    Achei a resenha muito bacana, concordo em alguns pontos, discordo em outros, mas faz parte...kkkk

    Parabéns pelo blog!

    Beijos

    E tem selinho pra vc lá no blog!! *-*
    http://kastmaker.blogspot.com.br/2013/01/memes-e-selinhos-meme-blog-feliz.html

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Essa é minha primeira visitinha ao blog e gostei muito!
    Acredita que eu ainda não consegui encarar Mr. Grey! Sei lá, sempre fico com dois pés atrás..rsrs..Tem muita gente que fala que é fraco e tal. Já li tantos outros livros eróticos bem legais, como Toda Sua, Luxúria, Falsa Submissão. Todos com uma escrita e uma narrativa bem legal. Mas não sei se tenho coragem de encarar a tal da "deusa interior". Enfim, de qualquer maneira gostei muito da resenha. Bem escrita e muito bem pontuada.
    Já estou seguindo seu blog e espero voltar mais vezes para acompanhar suas atualizações.
    Te convido para conhecer meu blog também. Vou ficar feliz com sua visita!

    Até mais.
    Zilda
    http://www.cacholaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  3. Concordo com você, o livro é razoável para não dizer horroroso, é mal escrito, personagens mediocres, essa Ana então conseguiu me irritar mais que a Bella, e isso é um feito, pq Bella era terrível. O Grey coitado é meio surtado, lunático e totalmente superficial.

    Mas adorei a honestidade da tua resenha. Parabéns!!!!!

    E obrigada pela visita no Guardiã, vamos mantendo o contato, adoreiiiiiiii o blog.

    ResponderExcluir
  4. Olá querida, já estou seguindo seu blog, que é muito charmoso viu?


    Convido você e suas leitoras a conhecer o meu:

    http://toobege.blogspot.com.br/


    Beijinhos e tenha uma ótima semana!

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem com você? Nossa, primeira vez que visitei seu blog e já adorei demais. Parabéns pela dedicação. Adorei o post. Amo esse livro. Bjs, Fê

    Conheça meu cantinho também: http://segredosemlivros.blogspot.com.br *-*

    ResponderExcluir
  6. Olá!!!!
    Então, eu adorei tua resenha, achei a Anastásia muito chata! E realmente, essa história de corar toda a hora, morder o lábio e falar com o raio dessa deusa interior se tornam repetitivos e cansativos!
    Eu provavelmente não lerei a continuação.

    Tem meme pra ti no Magia!

    http://www.magialiteraria.com/2013/01/meme-aos20.html#comment-form

    Um beijãoo

    ResponderExcluir